Tarde no Cemitério do Araçá

Esse final de semana tirei um tempo, com o amor e uma amiga, para visitarmos o Cemitério do Araçá.

Eu havia visitado-o uma vez apenas e consegui perder, nos backups da vida, todas as fotos maravilhosas que tinha tirado de algumas esculturas. Dessa vez eu fiz algumas fotos também e estou vindo aqui dividir com vocês.




Não sei se todas as pessoas que visitam o meu espaço gostam tanto de cemitérios quanto eu, mas sei que deveriam.

Cemitérios são um bom lugar para escutar os próprios pensamentos e os daqueles que lhe são importantes... Um ótimo lugar para pensar sobre o significado da vida, para distribuir importâncias e perceber que tudo é tão passageiro...
Pra procurar a beleza que está nas coisas mais simples...




...ou mesmo nas mais complexas.





Para os admiradores de arte, é um espetacular museu à céu aberto com diversas esculturas incrivelmente detalhadas que tanto falam sobre a saudade e a tristeza de se perder uma pessoa querida...





... ou mesmo, mostram imponência por conta de um simples sobrenome, que já nem é lembrado.






Só sei que tudo num cemitério passa uma absoluta calma, uma melancolia e um senso de inferioridade enormes: que é nosso corpo senão um amontoado de matéria descartável? Que importância tem nossa aparência, nossos costumes, nossas vestimentas se é tudo tão vão? E o que realmente importa?




É por isso que gosto tanto de visitar cemitérios; cada escultura, cada túmulo, cada expressão de saudades conta uma história que nos faz pensar sobre a nossa.
Só eu acho cemitérios tão cheios de vida?

~


13 comentários:

  1. Eu costumava ir bastante em cemitérios, mas perdi o costume, porque virei gente grande, e gente grande "não tem tempo pra essas coisas :(". Eu gosto muito do cemitério do Araçá, tem muitas esculturas lindas e tomava vinho barato, eu também visitava com frequência o Quarta Parada junto com o meu pai (geralmente no dia de finados - me dá até um nó na garganta só de lembrar).
    Vou ver se consigo alugar alguém pra ir comigo no da Vila Mariana e no da Consolação. O da Vila Alpina também é muito bonito - mas as pessoas te olham feio se você entra lá ueheuheuheueh.
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então, Rubia, eu perdi o costume pelo mesmíssimo motivo. Dá até raiva de não ter tempo para fazer as coisas que tanto gosto u.u
      O Cemitério da Quarta Parada é aqui do lado de minha casa, praticamente. Já o conheço como a palma de minha mão. Uma pena ser tão mal cuidado, sempre alvo de vândalos e outros perturbadores da paz.
      Nunca tive a oportunidade de ir no da Vila Mariana ou da Vila Alpina, mas pretendo, mesmo com as pessoas olhando feio rs rs Engraçado ter isso nesse cemitério - na maioria dos que eu visito faço até amizade com os coveiros rs

      Beijões, minha flor!

      Excluir
    2. PAUSA DRAMÁTICA: Você mora perto do quarta parada?
      Tô achando que a gente mora mais ou menos perto uma da outra e nem sabia!!!!!!!
      Ou pelo menos costumava, já que não moro mais no Belém, mas tamo perto! HEUHEUEHUEHUEHUEH
      Meus avós estão enterrados lá (tanto a vó materna, quanto os avós paternos), a gente tem um pequeno jazigo e tudo.
      Bêzo!

      Excluir
    3. Pois então moramos perto sim! Sabe uma escola chamada Oswaldo Catalano? Fica em frente à rua da minha casa. Dez minutos de caminhada até o Fofinho Rock Bar rs rs
      Somos vizinhas *o*

      Excluir
    4. Não acredito, você mora perto do Catalano????? Em shock! Eu estudava ali na ETEC Pq Belém, que fica atrás da Delegacia ali na Celso Garcia, em frente ao fofinho e zás uehuehuehueh
      É que agora tô morando ali perto do Brás, no Pari, mas eu conheço a "quebrada" pq sempre vivi lá.
      Que legal isso! uehuehuehueh

      Excluir
  2. Lindas fotos. Gosto muito do teor artístico gótico que encontra-se geralmente nas esculturas desses "parques das lamentações", pena que, na cidade onde eu moro (Recife-PE), os cemitérios são tão mal cuidados... É um descaso que dá dó, afinal, são espaços tão importantes que guardam para a posteridade a memória dos que já se foram. É, porém, uma beleza ignorada por muitos, a beleza fria do "ser-para-a-morte" (cada um de nós), pois há algo de muito belo no mórbido – não houvesse, jamais seriam escritas tragédias!

    Inspirador esse seu post. Adorei!

    ResponderExcluir
  3. Menina, deixa eu te contar que sonho em conhecer esse lugar! *.*
    Desde novinha, nos finados Spectrum Gothics da vida que circulavam pela internet, via as fotos do Cemitério do Araçá (do Consolação tbm) e ficava fascinada! rs
    E não, tu não és a única que vê muita vida num lugar como esse! Pra mim, é um dos ambientes que mais alimenta minha inspiração: o sentimento pulsante instiga a escrita, a arte ideias em fotografia, a tranquilidade e a calma levam a refletir.
    Realmente uma pena a falta de tempo nos fazer deixar esse hábito de lado, eu diria que ao contrário do que muita gente diz, é revigorante!
    Beijoca e boa semana!!!

    ResponderExcluir
  4. Eu também costumava a ir em cemitérios quando era mais nova.
    Já faz um bom tempo que eu não vou a nenhum cemitério, tem um em especial que eu gostaria de visitar na minha cidade o antigo cemitério dos escravos, só que eu preciso de carona pra isso.
    Bj

    ResponderExcluir
  5. Só vou em cemitérios quando alguém da minha família morre....eu sempre quis ir para conversar com meus pensamentos e me afastar um poco de tudo.Acho que a última vez que eu visitei um cemitério sem ser por alguém que tivesse morrido foi quando fiz uma viagem para outra cidade.Lá tinha as esculturas mais lindas que eu jamais tinha visto. Eu gosto de ficar imaginando como a pessoa que está naquele túmulo era,quem era seus familiares e etc...comecei até a escrever uma história que eu nunca termino...
    Essas suas fotos ficaram lindíssimas!!!
    Emily Jacky

    ResponderExcluir
  6. Nossaa ! Estou apaixonada por essas imagens!!

    Se eu pudesse iria mais a cemitérios para ler livros, pensar, escrever ... mas aqui fazer esse tipo de coisa costuma ser perigoso. Não se pode baixar a guarda que do nada surge alguém para te assaltar TT - TT

    Estou seguindo. Beijinhos~
    ( http://ribbonpoison.blogspot.com.br/ )

    ResponderExcluir
  7. Lindas imagens. Nunca fui em outro cemitério além do Vila Rio daqui de Guarulhos. E achei aquele lugar de uma tranquilidade inexplicável. Gosto bastante da estética do lugar, claro, mas esse feeling é demais. Tenho muita vontade de conhecer outros. Coisa que ainda faremos juntas né San? hahaha Minha guia :p

    Beijo!

    ResponderExcluir

Os comentários são moderados para que eu não deixe passar nenhum sem ser lido. Se for criticar, critique com respeito :)